Poder do usuário

15 08 2009

Twitter

Que na internet o usuário pode construir ou destruir uma marca, todos já devem saber.

A questão é que estava hoje conversando com meu chefe, Alexandre Tarifa, sobre quão impressionante foi a adesão do twitter.

Se parar pra pensar, twitter não era um verbo (eu twitto, tu twittas, ele twitta, nós twittamos, vós twittais, eles twittam), não tinha derivação em substantivo (um tweet, dois tweets), e o mais incrível: não tinha o recurso de ReTweet.

O RT foi um jeito que alguém inventou de repassar uma informação. E pegou!
Agora o twitter vai colocar um botão, como o de reply, com essa “funcionalidade”.

Os usuário já são planners dos sites?!
No fundo sempre foram, mas agora é na cara dura! =)

Impressionante isso…





Eu na internet

28 07 2009
Panorama de Mídias Sociais

Estava lendo tranquilamente meu o livro “Sétimo”, quando me vieram a cabeça vários lugares que apareço na internet.

Vamos ver:

Last.FM, LinkedIn, Orkut, Facebook, Twitter, Wordpress, Blogspot, Live Spaces, Curriculum, LiveMocha, Codificando.net, Desenvolvendo para web, GUJ, TEIA MG, Inovadores Digitais, HHMOnline, Bate papo sobre ecommerce e mídias sociais, Semana Global, Anime On Sanctuary, Bom é jogar RPG, LibraryThing, MyAnimeList, FeedBurner, VideoLog, YouTube, Flickr, Gmail, Hotmail, Yahoo, NetMovies, NetFlix…

Estou em todos esses e cada dia aparece um novo.

Ainda não sei dizer se é melhor assim bem dividido ou tudo junto como no orkut, mas sinceramente não tenho mais paciência de entrar no orkut.

Ouvi uma vez em uma palestra que a internet já está cheia de informação, agora precisamos saber filtrá-las.
Acredito que essa divisão de coisas-que-gosto na internet ajuda muito a filtrar toda essa informação.

Bom, fica aí uma frase que devo ter visto em algum lugar, mas ficou na minha cabeça: “Segmentando, atingi-se o objetivo mais facilmente”. E isso não vale apenas para email marketing.





UniThrive: que tal contribuir com a educação?

2 07 2009

UniThrive
UniThrive WorkFlow

Estudar em uma grande universidade é caro?
Conseguir uma bolsa de estudos é difícil?

Pois é, que tal contribuir com a educação?
Nos EUA surgiu o UniThrive, uma rede social para ajudar os estudantes de Harvard.
A idéia é que ex-alunos ajudem os novos alunos, com empréstimos financeiros.

A proposta é que Harvard sirva apenas de projeto piloto.
Já pensou isso no mundo inteiro?
Talvez mais um passo da humanização da internet?

Inovador, não? =)